Diamante Sparrow

( Emblema Guttata)













Este artigo é da minha inteira responsabilidade e baseia-se na minha experiência como criador na experiência de outros criadores e na consulta de alguns artigos sobre o tema, tendo como objectivo final ajudar os criadores desta espécie a compreenderem e aumentarem os seus conhecimentos nesta área.


Distribuição - Austrália.

Dimensões - Aproximadamente 12 cm.


Distinção entre os sexos -  É quase impossível estabelecer a diferença entre os sexos desta espécie sem ser na altura do cio. Os bicos das fêmeas são ligeiramente mais vermelhos durante a época de gestação que os dos machos o destes fica côr de vinho tinto (na mutação normal ou seja bico vermelho) e esta característica é uma pista fiável, embora nem sempre resulte (machos novos que podem ser á primeira vista fêmeas). Os machos cantam e exibem-se quando cortejam as fêmeas.


Características - Na vida selvagem, estas aves vivem em grandes grupos fora da época de acasalamento. Durante a época de acasalamento os casais que se formam afastam-se de forma a nidificar independentemente do resto do bando. Num aviário na época de gestação os diamantes Sparrow raramente se dão bem e podem torna-se extremamente agressivos em relação outros diamantes australianos. No entanto, fora de época de gestação, não causam problemas com outros diamante quer com outros aves, sendo pacificas a sua sociabilidade , desde que tenham bastante espaço as relações destas aves com outras são bastante harmoniosas.


Alojamento - Ave que se adapta relativamente bem a qualquer viveiro, seja ao ar livre assim como em gaiola de criação, tem-se que ter consciência que se for num viveiro quer seja ao ar livre ou em gaiola é obrigatório ter os poleiros bastante distanciados já que estas aves ganham peso/gordura com alguma facilidade tem que se ter a sensibilidade para o facto deste problema afectar a postura e fertilidade, deve-se vigiar frequentemente a condição física do casal ou então mais tarde manifesta-se na infertilidade dos ovos ou na baixa taxa da natalidade.


Temperatura - Trata-se de uma ave em que no seu Habitat natural esta habituada a calor sendo por isso sensíveis a temperaturas negativas. De uma forma geral é conveniente colocar estas aves em locais com sol onde possam desfrutar do calor e dos banhos os quais adoram, segundo a vária bibliografia que consultei é de consenso geral em que no Inverno estas aves tenham aquecimento. È de referir que hoje em dia este tipo de aves já se habituara ao nosso clima, pois já foram reproduzidas várias gerações sendo hoje em dia perfeitamente aceitável considerar que se adaptaram perfeitamente ao nosso clima embora deva-se ter a sensibilidade de vigiar. Pela minha experiência eu tenho estas aves em gaiolas de criação nas quais de Inverno não coloco qualquer tipo de aquecimento chegando ás vezes no aviário aos 10 Graus.


Alimentação - Ave granívora. Deve-se proporcionar uma mistura de sementes de aves tropicais de pequeno porte assim como porções de milho italiano (Mistura de Gould's) e alimentos verdes, na época de gestação estas aves devem ter ao dispor proteína animal sob a forma de papa insectívora ou pequenos vermes que se compram hoje em dia em lojas tais como bicho da farinha, vermes de búfalo e não esquecer da papa de ovo assim como da Grite ou arenito para satisfazer as necessidades digestivas.


Criação - À semelhança de muitos diamantes australianos, o sucesso da criação dos diamante Sparrow depende em grande medida de saber se os parceiros tem um bom relacionamento mútuo. Para ser mais eficaz e se  pretender fazer criação destas vistosas aves, é aconselhável juntar um grupo de exemplares jovens, os casais constituir-se-ão naturalmente. Estas aves gostam de utilizar uma caixa de ninho Tipo Gould, este ninho pode ser consideravelmente maior e, frequentemente, possui uma engenhosa entrada em túnel. A postura é de quatro a sete ovos aproximadamente, e são chocados alternadamente por ambos os progenitores. À noite, de um modo geral, estes podem ser vistos no ninho. As crias nascem ao fim de 12 a 14 dias, as crias tem necessidades de uma grande quantidade de pequenos alimentos vivos, tais como vermes, bichos da farinha ou simplesmente Papa insectívora. Quando as crias tem entre três e quatro semanas de vida, surge a plumagem, mas continuam a ser alimentadas e tratadas pelo macho, com uma intensidade gradualmente decrescente, durante mais algum tempo. Quando atingem cinco a seis semanas de idade, as aves já estão aptas a sobreviverem sozinhas. Cerca de seis semanas mais tarde, normalmente, já possuem a plumagem definitiva. Um casal de criação em boas condições físicas é capaz de Ter várias épocas de gestação, é evidente que para ter mais sucesso na criação pode-se recorrer as "amas" de forma a preservar a descendência. O ninho pode ser do tipo apresentado na página dos acessórios.

Mutações -  Foram estabelecidas diversas mutações cromáticas. Existem aves castanhas - em que as partes que, normalmente, são pretas se apresentam cinzentas/castanhas - diamante Sparrow de asa castanha - que apresente uma tonalidade castanha mais quente -, e a mais conhecida, a mutação com um bico e um dorso amarelo/laranja. Existem igualmente uma tonalidade pastel de diamante Sparrow (chamado Prata).
































Brevemente tabelas de cruzamentos.

Filipe Valente
STAM Nº 658 F

  CANELA
RABO LARANJA
        TODAY   NEWS

   Double click to edit text.






         TODAY   NEWS

   Double click to edit text.




  CLÁSSICO
RABO LARANJA
  CANELA
RABO VERMELHO
  CLÁSSICO
RABO VERMELHO
  PRATA/OPALA
RABO VERMELHO
  PRATA/OPALA
RABO LARANJA
Copyright © Filipe Valente
Criador de Aves Exóticas